Embalador

Redefinição do Sistema Internacional de Unidades

Dia 20 de maio de 2019 foi um dia histórico para a metrologia. No Dia Mundial da Metrologia, entrou em vigor a adoção da redefinição do Sistema Internacional (SI) de Unidades.

O SI é estruturado com base em sete unidades básicas cujas definições são irrestritas por qualquer outra unidade e, por outras 22 unidades definidas a partir dessas unidades básicas. Embora até aqui, o conjunto das unidades básicas formassem um sistema coerente, o quilograma permaneceu definido em termos de um artefacto físico e algumas unidades foram definidas com base em medidas difíceis de serem realizadas com precisão em laboratório.

Embora o protótipo do quilograma tenha sido projetado para não se degradar com o tempo, ao longo dos anos a sua massa foi sofrendo alterações minúsculas, mesmo no interior das câmaras seladas. Essas alterações conseguem ser detetadas através dos instrumentos mais sensíveis dos dias de hoje e, embora atualmente não tenham grande impacto na sociedade, num futuro próximo poderiam fazer uma diferença significativa.

O sistema métrico já tinha sido redefinido em 1960, onde o metro, que também era definido através de um artefacto físico, passou a ser definido com base no comprimento de onda da luz de uma fonte específica.
  • Text Hover
Protótipo Internacional do Quilograma que 
tem sido conservado em Paris desde 1889
No dia 16 de novembro de 2018, na Conferência Geral de Pesos e Medidas, em Versailles, o Comitê Internacional de Pesos e Medidas (CIPM) votou unanimemente a favor da redefinição das unidades básicas do SI que entrariam em vigor no dia 20 de maio de 2019. A partir desta data, o protótipo do quilograma deixou de ser utilizado como réplica do quilograma e passou a ser definido com base na constante de Planck.

A
s novas definições do SI de unidades têm como objetivo que as unidades básicas possam ser derivadas a partir de constantes fundamentais da natureza tornando o SI de unidades uniforme e acessível em todo o mundo, para o comércio internacional, a indústria de alta tecnologia, a saúde e a segurança, a proteção ambiental, as alterações climáticas e a ciência fundamental. Para isso, as unidades do SI devem ser estáveis a longo prazo, consistentes e realizáveis com base na sua definição teórica e com elevada exatidão.

Assim, o quilograma, o Ampere, o Kelvin e a mole foram redefinidos de acordo com valores numéricos exatos para a constante de Planck (h), a carga elétrica elementar (e), a constante de Boltzmann (k) e a constante de Avogadro (NA), respetivamente. O metro, a candela e o segundo já se encontram definidos por constantes físicas, sujeitos à correção das suas definições atuais.
  • Text Hover
Unidades do SI e as suas constantes fundamentais.